Copa do Mundo


Não sou particularmente fã de futebol, dessa copa do mundo, menos ainda. Com certeza não irei ao estádio e provavelmente vou dormir se for tentar assistir algum jogo.
Não apóio essa copa. Acho errado quem quer quebrar os estádios, isso só dará mais motivos para o governo roubar outros 300 milhões no processo de reforma. Mas não apóio. Por tantos anos tivemos escolas ruins, maus hospitais, segurança meia boca e tudo era "relevável" porque "somos pobres", "país emergente", "terceiro mundo", e, de repente, tira-se bilhões para construir estádios (estádios meia boca para o valor gasto neles) e colocar placas, pintar meio-fio, tudo para disfarçar o fato que não estamos prontos para os dois milhões de pessoas que virão para nossos aeroportos alagados.
Isso porque pouco se fala das "limpezas" das cidades sede. Limpeza das favelas, desapropriações e retirada de moradores de rua. Queremos ser quem não somos, queremos ser ricos e sem disparidades. Deveríamos ter orgulho do nosso país e se algo como a pobreza é motivo de vergonha, deveríamos dar melhor educação, melhor profissionalização às pessoas para que tenham as ferramentas necessárias para melhorar e mudar.
A copa revelou mundialmente muitas verdades sobre o Brasil, os atrasos das obras, superfaturações são apenas uma pequena amostra do comprometimento do governo. Se eles estão assim com o deus FIFA que logo chegará, que dirá de nós meros plebeus? Ser do povo virou motivo de desrespeito, o governo deveria trabalhar para nós e por nós, mas quem somos afinal? Apenas quem dá o dinheiro que banca as viagens para Europa de tantos aí. Ninguém nos deve nada, não merecemos explicações de porque ficamos 8 horas esperando atendimento no hospital enquanto há mais de 5000 pessoas querendo passar em medicina só no DF. 
Vai ter copa sim. Vai ter revolta sim. Vai ter quebradeira sim. Isso tudo é inevitável num país com tanta insatisfação, e a bem a verdade estarei na rua junto com aqueles que não querem se calar. Espero que essa revolta venha em votos mais conscientes em outubro, mais respeito para com o povo por parte dos governantes, pessoas mais exigentes que não se contentam com migalhas. Eu estou querendo algo que um troféu de ouro não pode comprar.

Um comentário

  1. Se fosse resolver alguma coisa, eu até seria a favor de protestos, mas infelizmente acho que não é por ai. O problema é que a revolta não gera resultados para melhorar nada. Só atrapalha a vida do próprio cidadão. Temos que fazer alguma coisa sim, mas não acho que seja neste momento.
    Bjs

    http;//garotasbacanas.blogspot.com

    ResponderExcluir

Me siga no @manuelagmartins

feed.run(); //]]>
© Eu quero ser estilosa. Design by Fearne.