Sobre Cara, book rosa e modelos

Recentemente bombou a notícia que Cara Delevigne, uma das top models do momento, está se aposentando. Ela explicou que o ramo estava a deixando deprimida, com as com as cobranças de peso, imagem e até assédio sexual. Ela está encaminhando sua carreira para o cinema e já está com vários filmes confirmados para seu início de carreira.

Essa notícia foi bastante chocante para muita gente porque no último ano a Cara bombou e se tornou uma das modelos mais requisitadas do ramo, era queridinha da Chanel e fazia várias campanhas e desfiles de luxo. Se a vida está difícil pra ela, que dirá para nós?

Ela botou a boca no trombone para falar sobre o assédio que as modelos sofrem no meio do ramo, um momento interessante para isso bombar aqui considerando o sucesso da globo, Verdades Secretas, que é uma novela com enredo baseado na vida da modelo Angel que começou a se prostituir dentro do ramo da moda para sustentar sua casa extremamente pobre (e agora tá a maior farofa dela transando com o padrasto - oi?). 



Nunca parei para assistir a novela, tudo que conheço é das conversas alheias e eventuais notícias que aparecem na internet. Mas eu precisava fazer meu desabafo: eu sinceramente acho que a Globo deve odiar a profissão de modelo. É uma batalha árdua para nós lutarmos contra os preconceitos que a profissão tem. Temos de nos provar trabalhadoras honestas, que não temos anorexia e que não nos prostituímos. E essa já não é a primeira vez que a Globo faz isso, também teve a novela de tráfico de modelos para prostituição e alguma com bulimia envolvida.

A Globo é a maior rede de comunicação televisiva do país, ela tem uma grande responsabilidade como veículo de informação e formador de opiniões. Colocar essas coisas nas novelas fazem com que uma grande parte da população tome isso como verdade, uma população que não sabe necessariamente que as novelas são ficções e muita gente que não conhece o meio mesmo. Depois dessa novela muitas agências começaram a se retratar publicamente falando que não fazem isso, muitas modelos, inclusive eu, começaram a ser questionadas sobre book rosa, se é verdade ou não.

Vamos começar falando verdades:

1. PROSTITUIÇÃO EXISTE SIM, como existe em qualquer profissão, como existe em faculdades caras, públicas. Em todo lugar tem alguém que faz isso.

2. BOOK ROSA NÃO EXISTE. Não, você não vai a uma agência e eles te perguntam se você quer fazer parte do catálogo deles de garotas de programa. Isso não existe. O que pode acontecer são pessoas que podem intermediar contatos, alguém que conhece alguém disposto a pagar uma garota e que conhece uma garota disposta a ser paga, mas isso acontece também com drogas e diversas coisas.

3. EXISTE ASSÉDIO, mas é claro. Convivemos em uma sociedade altamente machista, se nós mulheres sofremos assédio na rua vestidas como mendigos, que dirá num meio em que existem tantas mulheres -e homens- bonitos? Conheço várias pessoas que já receberam propostas para fazer programa, mas isso não quer dizer que a pessoa faça. Existe gente pra te oferecer crack na rua, não é por isso que você é obrigado a aceitar.

Eu não sou contra a novela, até porque a comunicação e entretenimento devem ser livres, sem censura, mas é muito delicado o tipo de ficção que eles abordam tendo em vista que o Brasil é um grande público com níveis de conhecimento bem diferentes. É muito fácil plantar a semente do preconceito, da generalização. 

Espero sinceramente que a TV nacional tome rumos diferentes, se torne mais forte da quebra de preconceitos e paradigmas e não fortificando mais ainda isso.

2 comentários

  1. Eu realmente estava super animada com essa novela, porque do ponto de vista psicológico e da dramaturgia, é uma construção de personagens muito bem feita, em que ninguém é totalmente bom ou totalmente ruim. É um avanço nas novelas brasileiras, que sempre apresentaram enredos enfadonhos e previsíveis. Mas você expôs um ponto importante: o grande público não enxerga isso, mas interpreta generalizando. Sabemos que todas as profissões têm seus lados bons e ruins. Eu acredito que devemos ter consciência disso. Acredito que a novela quer desconstruir a imagem do glamour, da perfeição, que envolve o mundo da moda e das modelos. Pena que nem todos possam perceber que a situação retratada nem sempre corresponde à realidade.

    ResponderExcluir
  2. Nossa para mim você tocou no ponto crucial do que essa novela se tornou, eu concordo com todos os teus pontos de vista do post e acho que a Globo já perdeu a mão a muito tempo, a ponto de aclamar um caso de pedofilia como uma coisa bonita, aquilo não é um romance, é um crime doentio, e acho que realmente a profissão de modelo já é bastante julgada mal, não tinha a necessidade de ser feita uma novela criando uma imagem tão enfadonha dessa profissão. Gostei tanto do seu post que o indiquei no meus links favoritos da semana no meu blog e parabéns pelo ponto de vista.
    Seu blog continua lindo e espero que tu cresça mais e mais, te acompanho desde o inicinho.
    Se quiser conferir meu blog o link é esse
    http://mochileiradagalaxia.blogspot.com.br/

    Bjs!

    ResponderExcluir

Me siga no @manuelagmartins

feed.run(); //]]>
© Eu quero ser estilosa. Design by Fearne.